O CONTO “NO MOINHO” DE EÇA DE QUEIRÓS: O TRÁGICO E O REALISMO

Dante Gatto, Adriana Monteiro Mendonça

Resumo


Tomando como suporte a perspectiva de trágico, conforme Nietzsche (1844-1900), que se constitui num afirmação da vida, considerando a inteireza da mesma, e considerando, também, conforme Miguel de Unamuno (1864-1936) o sentimento trágico da vida enquanto problemática, tomou-se por objetivo deste artigo, refletir os efeitos do realismo literário como proposta artística vitimada pelo positivismo do século XIX. O conto de Eça de Queirós (1845-1900) “No Moinho” serviu de objeto nesse sentido. Concluiu-se por prejuízo ao trágico, observando não só as contingências do positivismo em relação ao ser, mas também aspectos formais como o desempenho do narrador.


Referências


CASADO, Tiago Souza Machado. Sabedoria trágica no último Nietzsche: o impulso dionisíaco para a vida. Kínesis, Vol. II, n° 03, Abril-2010, p. 60 – 71. Disponível em: http://www.marilia.unesp.br/Home/RevistasEletronicas/Kinesis/5_TiagoSouzaMachadoCasado.pdf Acesso em: 30 out. 2014.

ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano. Tradução de Rogério Fernandes. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

FRIEDMAN, Norman. O ponto de vista na ficção: o desenvolvimento de um conceito crítico. Revista USP, São Paulo, n.53, p. 166-182, março/maio 2002.

GATTO, Dante. Razão, racionalismo, tragédia e trágico. Tribuna de Tangará, Tangará da Serra, p. 07, 29 jan. 2014.

HAUSER, Arnold. História social da literatura e da arte. São Paulo: Mestre Jou, 1972.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance: um ensaio histórico-filosófico. 2. ed. Tradução de José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Duas Cidades, 2009.

MENDONÇA, Adriana Monteiro. O trágico em “No moinho” de Eça de Queirós. 2013. 32 f. Monografia - Curso de Letras, Departamento de Letras, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, Tangará da Serra, 2013.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. O Nascimento da tragédia ou helenismo e pessimismo. Trad. J. Guinsburg. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Ecce homo: como se chega a ser o que é. Tradução de Artur Morão. Covilhã: 2008.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Crepúsculo dos ídolos. São Paulo: Hemus, 1984.

PRADO, Marcio Roberto do. Das máscaras que revelam: reflexões sobre o conceito de trágico. Revista do Sell, Triângulo Mineiro, v. 2, n. 2, p.1-9, 2010. Semestral. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2013.

QUEIRÓS, Eça de. No Moinho. Pará de Minas: Virtual Books Online M&m Editores, 2003. 13 p. Disponível em: . Acesso em: 25 dez. 2014.

UNAMUNO, Miguel de. Do sentimento trágico da vida. Organização e tradução de John O’Kuinghttons. São Paulo: hedra, 2013.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

.........................................................................................................................................................................................................................

INDEXADA EM:

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.

Não há custos de publicação e leitura, mas doações são bem vindas.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.