Representações e problemáticas socioculturais no conto Feliz Ano Novo, de Rubem Fonseca

Eduardo Bertagnolli, Vera Elizabeth Prola Farias

Resumo


O trabalho representa e problematiza no conto Feliz Ano Novo, de Rubem Fonseca, o contexto de complexidade do campo sociocultural da sociedade brasileira, permeada por profundas diferenças sociais. Consideram-se, na presente pesquisa, quatro tópicos básicos atrelados à própria natureza da ficção (brutalismo, ética na bandidagem, erotismo e as práticas sociais atreladas à voz das margens). Diante dos tópicos, a pesquisa “identifica” as várias faces éticas e socioculturais conflitantes na própria narrativa, construindo um elo entre o cenário social brasileiro e a ficção. Sob a análise estabelecida, conclui-se que Rubem Fonseca, com o conto Feliz Ano Novo, foi um divisor de águas na literatura brasileira, pois apropriou-se sem pudor das vozes, do ritmo de vida e das temáticas das periferias, evidenciando”, por meio da ficção, complexidades apresentadas na literatura em relação ao cunho social e cultural existentes nas relações sociais do Brasil.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

.........................................................................................................................................................................................................................

INDEXADA EM:


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.