FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA O ENSINO DE PROBABILIDADE: SIMULAÇÃO CONECTANDO IDEIAS ESTATÍSTICAS

Leandro Oliveira Souza

Resumo


Professores tendem a padronizar abordagens no ensino de probabilidade, mantendo foco nos aspectos de cálculos e procedimentos. Este artigo aborda a seguinte questão: Como simulações poderiam auxiliar professores a ensinar probabilidade com enfoque nas concepções da Estatística? Para discussão, apresenta-se um recorte de uma pesquisa ação que envolveu 16 professores de Matemática e durou 11 meses. Coletou-se dados por meio de videogravação, relatos, seminários, questionários, e por registro das atividades docentes. O objeto de estudo resume-se a uma atividade de natureza empírica lançada como problemática durante um encontro. Sobre a atividade fez-se uma análise hermenêutica confrontando os dados com a teoria. Evidenciou-se falta de experiência docente como aprendiz no uso de simulações e nas investigações estatísticas. Por meio de uma análise interpretativa, levanta-se algumas conjecturas sobre como poder-se-ia auxiliar docentes a apreender conceitos de probabilidade em ambientes de investigação. Espera-se que as conjecturas tornem-se objeto de estudo em projetos futuros.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

.........................................................................................................................................................................................................................

INDEXADA EM:

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.