CONFLITOS SEMIÓTICOS NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE TESTE DE HIPÓTESES PARA A PROPORÇÃO NO ENSINO SUPERIOR

Ailton Paulo de Oliveira Júnior, Henrique Grabalos Silva

Resumo


Neste trabalho temos como objetivo estudar os conflitos semióticos na resolução de problema de teste de hipóteses para a proporção, conflitos estes entendidos como discrepâncias entre os significados institucional e pessoal (GODINO; BATANERO, 1994). Participaram da pesquisa 57 alunos do Ensino Superior que cursaram a disciplina Bioestatística em uma universidade pública brasileira, em 2015. Tendo por referência teórica o Enfoque Ontosemiótico do conhecimento e do ensino da Matemática, estudaram-se os conhecimentos implícitos nas respostas a partir dos objetos e processos utilizados. Foi enfatizada a relação expressão/conteúdo das funções semióticas como meio de caracterizar possíveis conflitos. Em termos de resultados, para além da elevada percentagem de alunos que não responderam ou que apresentaram respostas sem sentido, salienta-se a existência de vários conflitos semióticos associados à formulação das hipóteses, ao cálculo da estatística do teste e à tomada de decisão.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

.........................................................................................................................................................................................................................

INDEXADA EM:

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.